quarta-feira, 26 de abril de 2017

MonteMURO - Brutal !

Cá estamos, sobrevivi :D



Vamos começar com o resumo dos objectivos :

1 - Divertir-me : SIM ! Objectivo mais que superado

2 - Não estragar os sapatos : 75% ... Tive que pousar o pézinho, mas não estragou muito !

3 - Lá lá lá, esforço a 100%, 2h37 : 0% - Quer dizer, se tirar das contas o MURO, em que não conseguia nem pedalar, quando mais esforçar-me, a coisa ia muito bem encaminhada.
Mas naquela subida com partes a 20%, só dava para rir.

Em relação à prova, gostei bastante !!! Achei que o muro que lá meteram era desnecessário, e se calhar não se perdia nada com uma subida mais longa, mas menos a pique.
Mas isso é para as minhas características...
De qualquer forma acho que ia gostar sempre, pois já estava há algum tempo sem ir a provas!
Todo o ambiente, companhia, desafio, e aquele puxar sempre mais um bocadinho, faz com que adore participar neste tipo de coisas, mesmo sem ter ambições para "a geral".

Acho que foi um bom teste e treino. Aguentei-me bem (tirando no muro), e ainda deu para me esforçar na subida final para a meta e chegar satisfeitinho.
Fiz uns ajustes de ultima hora que acho que resultaram a 200%, pois andei sempre confortável, mesmo quando ia a pedalar a cadências ridículas de lentas pela inclinação.

Daqui a duas semanitas temos o DouroGranfondo, em que vou tentar subir 1 degrau na distância (mas o muro é mais pequeno).
Degrau a degrau vamos subindo de forma!

Agora fotos !

Concentradíssimo na partida! 

A placa diz tudo sobre o que estava a sentir nesta subida infernal ...
(Claro que só parei porque precisava de vos mostrar a placa, não porque estivesse em dificuldades :P)

Só bebi água ... o andar aos S's é por outros motivos...

E todo feliz e contente na chegada !

sábado, 22 de abril de 2017

Montemuro Cycling Road

Ora bem, cá estamos de novo.
Amanhã é a primeira competição do ano !

Por um lado é em jeito de treino, mas por outro, nestas coisas gosto sempre de dar o meu melhor.
É por isso que podem ser bons treinos, porque vamos ao máximo !

Por falar nisso, a nível de treino ainda não estou ao nível de ano passado, nem de perto.
Tenho vindo a progredir, desde que pude voltar aos treinos em fevereiro, mas ainda falta um bocadinho para chegar às cargas que quero.
(Para quem não está familiarizado com os gráficos PMC, a linha aqui a vermelho é o "Fitness" e tem estado a subir :D, para perceber todo o gráfico, é melhor um post todo dedicado a isto, e mesmo assim... )

Voltando a coisas mais práticas, o que está na ementa para amanhã ?

Este belo passeio !!! Curtinho, mas consegue ter uma 2a categoria, uma PRIMEIRA categoria, e chegada em alto, com subida de 3a categoria.
A destacar no percurso, precisamente o meu ponto fraco, subidas com % elevada.


A destacar as inclinações da 1ª cat, e estes gráficos normalmente "suavizam" a coisa, pois são medidas de km em km, lá pelo meio sei de fonte segura que há bem pior.

Objectivos para isto ?
1 - Divertir-me
2 - Chegar ao fim, de preferência sem estragar os sapatos.
3 - Pelas minhas contas, se conseguir manter o meu esforço a 100% das minhas capacidades : 2h37

(Os 100% são estimados para uma hora, isto é mais que isso, mas estou a contar que nas descidas e tal consiga recuperar um bocado... Mas se conseguir aguentar o esforço vai ser um treino, daqueles)

Fica aqui a previsão, para eu depois não alterar a meio e dizer que foram objectivos mais que superados.

Curiosidades "técnicas" :
Bem ... ainda não me sinto confortável a pedalar, ainda hoje fiz alterações à posição, há algo que não está completamente perfeito... Espero que esteja bom o suficiente para isto, e com sorte consigo perceber melhor o que posso fazer para melhorar.

Em relação ao material, bem... levo o que tenho !
No que tenho opção de escolha, rodas o mais leve possível para as subidas, perco um pouco de aerodinâmica a rolar, mas vou tentar esconder-me do vento atrás de alguém, pelo menos até à primeira grande subida, depois não há grandes planos, portanto devo-me safar.
Em relação a mudanças, levo as mais "leves" que tenho também, para ver se consigo passar as zonas mais inclinadas sem caminhar.
A recomendação da organização é de usar 34x30 ou mesmo 34x32.
Eu vou levar 36x32, que é quase igual ao 34x30 (e é o que tenho).

O que não tenho em forma, espero compensar com a maior experiência e planeamento.

Agora, falta saber se consigo aguentar a intensidade de 99.9% ... E se vou estragar os sapatos novos.

Amanhã fico a saber !

terça-feira, 4 de abril de 2017

Março 2017

Terminado o mês de Março, que será o primeiro de treinos o boneco ficou assim :



Estou contente com este calendário !!!
Era mesmo isto que pretendia, criar algumas rotinas, e conseguir manter regularidade, e começar a construir a pirâmide a partir da base.
A ideia é treinar sempre dentro do confortável, de forma a permitir as adaptações e recuperação ao corpo, e divertir-me.

Venha Abril !

segunda-feira, 20 de março de 2017

E........ estamos de volta !

Estou de volta ! IEI !

Já tenho 2 ombros e tudo, e até há uns bonequinhos aí à esquerda com sapatilhas !!

Ah pois é, voltei a "correr", e consegui ir progredindo dos 0 até aos 5km seguidos !
Se calhar mais importante que sobreviver a 5km de corrida, é fazê-lo confortávelmente, o conforto leva-nos longe.

Agora é quase como se fosse começar de inicio, já não estava no meu melhor, então com esta paragem de meses e festarolas, digamos que há muito a fazer, mas também muita motivação.

E apesar da forma estar perto do zero, há alguma que se foi aprendendo, portanto não deve demorar o mesmo a recuperar que a atingir a primeira vez.

A estratégia usada para chegar aos 5k foi a seguinte :

3 treinos por semana, em dias não consecutivos, ritmo confortável.
Semana Treino1 Treino2 Treino3
1 1k+1k* 1k+1k* 2k
2 2k 2k 3k
3 3k 3k 4k
4 4k 4k 5k
*pausa de 2 minutos a caminhar.
                      
Se conseguia ia fazer os 5km assim directo ? Hmmmm, não sei ... Se calhar "sobrevivia" a 5km, mas não sei se ia gostar, nem se me fazia bem a mim e aos meus joelhos e afins.

Desta maneira cheguei "confortávelmente" aos 5km, que é uma distância em que eu acredito que já pode ter efeitos de treino, agora é trabalhar à volta disto, consolidar a distância para depois trabalhar o ritmo. Evitar lesões e manter a consistência.

Até ao momento, Março está assim :
Um boneco bonito, e de muito orgulho ! Consegue-se notar bem a consistência.

Agora é engolir o ego, esquecer o passado e focar no presente com cabeça, e daqui a nada estou melhor que nunca !

quarta-feira, 16 de novembro de 2016

Estou luxado ...

BTT é uma coisa gira, anda-se nos montes, vai-se mais longe que a correr, e sentado para não cansar tanto.
Tinha planeado agora no inverno andar mais virado para chafurdar na lama feito leitãozinho, em jeito de "pré-epoca", visto que é mais relaxado, não há velocidades médias nem tempos nem nada a ter em conta, visto que é tudo variado, diferente e divertido.

Infelizmente, dei um "pumba" (coisa que até acontece com alguma frequência) mas desta vez saltou-me um ombro fora.


Impecável, era mesmo o que eu queria para o Natal...
Estava lá na minha lista, a seguir ao boneco do G.I. Joe, uma luxação no ombro.

Uma quedazinha inofensiva numa descida um bocadinho mais agressiva, põs-me a voar por cima da bicicleta tipo salto mortal do wrestling, e a aterrar em cheio de mão no chão, o cotovelo ainda dobrou, mas algo teve de ceder e lá se foi o ombro "pop" saltar fora do sítio.

Não tenho imagens disto, mas estranhamente ou não, apareceu-me um video com uma queda quase igual em todos os sentidos, e até no resultado.
Mudam os actores, e o facto de eu ir sozinho, mas é algo deste género se tiverem curiosidade em ver o que é um ombro deslocado (os moços parecem que já iam anestesiados, mas pronto :P ).



Ora, sozinho, faz alguma diferença no pós-queda.
Foi uma cena um bocado à rambo para me conseguir levantar, visto que a bicicleta ficou entrelaçada nas minhas pernas, não mexia um braço, e estava de cara no chão...
Roda roda roda, com o braço bom tira bicicleta de cima, levanta ...

Confirma-se que braço não mexe porque ombro está fora do sítio, e num momento meio de desespero (como raio vou para casa só com um braço no meio de nenhures) lá consigo meter o ombro ao sítio e fazer-me ao caminho.
Há gajos que precisam de um pé no sovaco... há outros que com o braço bom puxam ao sítio (Muita sortinha mas é !).

Pronto, depois disto, mexia tudo, até parecia bem, e ainda fui bater uns recordes num segmento do strava, mas achei prudente fazer a volta mais curta do que o planeado.

Tomar banho, etc e tal, e ao abrir um armário alto para ir buscar voltaren, tornou a sair ...
Hmmm, torna a encaixar e vamos às urgências que algo não está bem.

Raio-X, tal e coisa, etc e tal e ... Confirma-se que estou luxado da vida.
Umas semaninhas a evitar certos movimentos (que o médico me explicou) e se conseguir aguentar um mês sem tornar a sair, podemos começar a fisioterapia para recuperar o movimento total.

Por motivos de que se tornar a cair, pode correr muito mal, não há mais BTT até Janeiro/Fevereiro, e vamos ver se ainda consigo correr.

Bem, como semi-consolo, não sou o único e este tipo de coisas acontece (ou pode acontecer) a toda a gente. Como dizem os moços no video de exemplo : "Everyone crashes, we just crash more than others".

domingo, 25 de setembro de 2016

PortoGranfondo

Regresso aos grandes :)

A preparação ainda não foi como queria, mas a gestão durante a prova foi bestial !
Levava uma estratégia bem definida, e pelos vistos estava bem traçada que não rebentei até final !

E mais acreditem que não dava :)

A prova em si é muito bonita, bem organizada, e com algumas "maldades" pelo caminho.

Aquela subida em Castelo de Paiva, por umas ruazinhas estreitas, em que nem conseguia fazer S's, e a inclinação era tal que íamos com uma cadência de menos que uma pedalada por segundo ... Deu para empenar até ao final.

Tudo o resto foi paisagem, boa gestão, bicicleta impecável, bons abastecimentos, muita gente a pedalar e na rua, para o ano há mais !



O médico era só por precaução, eu estava bem :P

quarta-feira, 13 de julho de 2016

Skyroad Serra da Estrela - No topo de Portugal !

Cheguei !!!

É tudo o que posso dizer, cheguei lá acima, o que passei para lá chegar não tem descrição, só fazendo é que se descobre.
Em resumo correu tudo bem, dentro do planeado. Fui "obrigado" a algumas paragens para arrefecer na subida final, e a fazer umas pausas extra pois fui apanhado algo desprevenido com as pendentes da subida por aquele lado, mas ... CHEGUEI ! E aquilo fica num alto !

Agora é preparar a próxima, que vai ser ainda melhor.